A série coreana Round 6, da Netflix, é um dos fenômenos culturais mais importantes de 2021. E tem muita economia nela. Este texto tem pequenos spoilers, principalmente com relação aos dois primeiros episódios. Mas não entrego muito mais do que os trailers disponíveis na plataforma ou na internet.


Round 6 descreve um jogo em que os participantes podem ganhar uma grana pesada, algo equivalente a 200 milhões de reais. Mas suas chances são relativamente baixas, dado que há mais de 200 pessoas envolvidas. Acontece também que quem perde o jogo também perde a própria vida.

No início do jogo as pessoas não sabiam ao certo os custos. Mas eles têm a oportunidade de voltar à competição depois que isso é revelado. E a maioria aceita!
A série descreve uma situação extrema de algo que fazemos várias vezes todos os dias: escolhas sob incerteza. O simples fato de sair de casa e atravessar a rua envolve o risco de atropelamento. Essa situação também indica que, para nós mesmos, o valor da nossa vida não é infinito. Se fosse, não permitiríamos nenhum risco a ela, para preservá-la a qualquer custo. Basicamente ninguém atravessaria a rua.

Tudo bem, uma coisa é atravessar a rua, algo que envolve um risco bem baixo. Outra é entrar em um jogo sabendo que ele envolve uma probabilidade elevada de morte. A grande maioria das pessoas não aceitaria esta aposta. Afinal, nossa vida tem valor substancial para nós mesmos, ainda que não infinito.

O que distingue a escolha dos participantes de Round 6 das decisões corriqueiras é que, para eles mesmos, o valor de suas vidas é muito baixo.

Eles estão fortemente endividados, têm problemas com a polícia, justiça, agiotas, ou até com o crime organizado. Em suma, levam vidas miseráveis. O segundo episódio da série mostra suas vidas fora do jogo, antes de retornar por livre e espontânea vontade. Sugestivamente, o nome do capítulo é “Inferno”.

Há muitos outros aspectos em Round 6 que têm ver com economia, envolvendo conceitos como transferência de tecnologia, incentivos à cooperação e votação. Deixo essa discussão para outra oportunidade.

COLUNA PUBLICADA NA FOLHA DE SÃO PAULO

Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.


Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!


A economia em “Round 6”

A série coreana Round 6, da Netflix, é um dos fenômenos culturais mais importantes de 2021. E tem muita economia nela. Este texto tem pequenos spoilers, principalmente com relação aos dois primeiros episódios. Mas não entrego muito mais do que os trailers disponíveis na plataforma ou na internet.


Round 6 descreve um jogo em que os participantes podem ganhar uma grana pesada, algo equivalente a 200 milhões de reais. Mas suas chances são relativamente baixas, dado que há mais de 200 pessoas envolvidas. Acontece também que quem perde o jogo também perde a própria vida.

No início do jogo as pessoas não sabiam ao certo os custos. Mas eles têm a oportunidade de voltar à competição depois que isso é revelado. E a maioria aceita!
A série descreve uma situação extrema de algo que fazemos várias vezes todos os dias: escolhas sob incerteza. O simples fato de sair de casa e atravessar a rua envolve o risco de atropelamento. Essa situação também indica que, para nós mesmos, o valor da nossa vida não é infinito. Se fosse, não permitiríamos nenhum risco a ela, para preservá-la a qualquer custo. Basicamente ninguém atravessaria a rua.

Tudo bem, uma coisa é atravessar a rua, algo que envolve um risco bem baixo. Outra é entrar em um jogo sabendo que ele envolve uma probabilidade elevada de morte. A grande maioria das pessoas não aceitaria esta aposta. Afinal, nossa vida tem valor substancial para nós mesmos, ainda que não infinito.

O que distingue a escolha dos participantes de Round 6 das decisões corriqueiras é que, para eles mesmos, o valor de suas vidas é muito baixo.

Eles estão fortemente endividados, têm problemas com a polícia, justiça, agiotas, ou até com o crime organizado. Em suma, levam vidas miseráveis. O segundo episódio da série mostra suas vidas fora do jogo, antes de retornar por livre e espontânea vontade. Sugestivamente, o nome do capítulo é “Inferno”.

Há muitos outros aspectos em Round 6 que têm ver com economia, envolvendo conceitos como transferência de tecnologia, incentivos à cooperação e votação. Deixo essa discussão para outra oportunidade.

COLUNA PUBLICADA NA FOLHA DE SÃO PAULO

Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.

Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!

O que você achou desse texto?

*Não é necessário cadastro.

Avaliação de quem leu:

Avalie esse texto Não é necessário cadastro

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
O grande empurrão para sustentabilidade

O grande empurrão para sustentabilidade

Pelo  fim do debate simplista

Pelo fim do debate simplista

Realização

Bei editora

Apoio Institucional

Febraban

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações veja nossa Política de Privacidade.