O novo risco do consignado | Gráfico da Semana

Se uma pessoa toma um empréstimo consignado, as parcelas são deduzidas diretamente do seu salário. Para o banco, o risco de inadimplência é relativamente baixo. Não surpreendentemente, sua taxa de juros tende a ser menor do que a de outros empréstimos a pessoas físicas.

Na verdade, há um risco para o emprestador: a pessoa pode perder o emprego e ficar sem salário, impossibilitando o desconto das parcelas. Nesse sentido, funcionários públicos e aposentados apresentam risco bem baixo, pois seu fluxo de rendimentos dificilmente cessará no curto prazo. Não à toa, essas pessoas respondem pela imensa maioria dos empréstimos consignados.

Veja no gráfico abaixo, que mostra a distribuição do valor total do crédito pessoal consignado entre três categorias: trabalhadores do setor privado, trabalhadores do setor público, e aposentados e pensionistas do INSS. Os dados são do Banco Central e se referem ao mês de abril de 2020.

Recentemente, o Senado aprovou um projeto que permite a suspensão de pagamentos de empréstimos consignados por quatro meses, como resposta à crise ocasionada pelo coronavírus. O problema é que essa resolução beneficia mais justamente quem é menos afetado pela recessão, já que quem toma empréstimos consignados tem menos chance de perder emprego e renda. De quebra, adiciona risco a uma categoria de empréstimo que é mais barata justamente por ser pouco arriscada.
 
Fonte dos dados
Banco Central do Brasil
SGS – Sistema Gerenciador de Séries Temporais
Concessões de crédito com recursos livres – Pessoas físicas – Crédito pessoal consignado – R$ (milhões)
https://www3.bcb.gov.br/sgspub/localizarseries/localizarSeries.do?method=prepararTelaLocalizarSeries


Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.



Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!





BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
Insanidade Fiscal

Insanidade Fiscal

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.