A revolução do Pix | Gráfico da Semana

No final do ano passado, o Banco Central introduziu o Pix, um sistema eletrônico de pagamentos simples e barato – para muita gente gratuito. Rapidamente, o Pix se tornou a principal forma de transferir dinheiro no Brasil. Confira no gráfico abaixo, que mostra o número de transações utilizando Pix, boleto, TED e outros (cheque, TEC e DOC). Os dados são mensais e cobrem o período de outubro de 2019 a maio de 2021.




Antes de novembro de 2020, o número de transações pelo Pix é igual a zero – afinal, ele ainda não estava em funcionamento. A partir daquela data, em poucos meses ele se torna o principal instrumento de transferências no Brasil. Hoje já responde por mais da metade das movimentações.

Fonte dos dados

Estatísticas do Sistema de Pagamentos Brasileiro, Banco Central do Brasil. Disponível em: https://www.bcb.gov.br/estatisticas/spbadendos.


Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.

Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!

O que você achou desse texto?

*Não é necessário cadastro.

Avaliação de quem leu:

Avalie esse texto Não é necessário cadastro

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
A polêmica das farmácias

A polêmica das farmácias

Democracia importa

Democracia importa

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações veja nossa Política de Privacidade.