O que é o modelo de oferta e demanda?

O modelo de oferta e demanda serve para entender o comportamento de um mercado em particular. A ideia é avaliar como a interação entre consumidores e produtores determina os preços e as quantidades transacionadas. Além disso, permite que entendamos como fatores externos, alheios ao mercado em questão, podem (ou não) afetar o comportamento dos indivíduos, preços e quantidades transacionadas.

Apresentamos alguns exemplos de questões específicas que o modelo de oferta e demanda ajuda a entender:

-No mercado de refrigerantes, o que acontece com o preço do produto quando a renda dos consumidores aumenta?

-Se o governo reduz o imposto sobre a linha branca, o que acontece com o preço e as vendas de geladeiras?

-No mercado de moeda estrangeira, o que acontece com a taxa de câmbio quando há expectativa de que o país não pagará sua dívida?

Como todo modelo econômico, há um conjunto de hipóteses, sendo a principal delas a de concorrência perfeita. Ou seja, individualmente, nenhum produtor ou consumidor é capaz de interferir no preço de mercado. Em outras palavras, não há empresa grande o bastante para, sozinha, derrubar preços ao escolher produzir mais. Tampouco há grande consumidor que consiga, sozinho, provocar uma elevação de preços ao comprar mais.

Este modelo ainda possui outras hipóteses importantes:

-O produto desse mercado é homogêneo. Por exemplo, em uma feira livre, as bananas de todas as barracas são idênticas, de modo que o preço cobrado seja um só nesse mercado.

-Não há problemas de informação: no mesmo exemplo, o consumidor conhece exatamente a qualidade das bananas vendidas.

-Não há externalidades: ainda nesse exemplo, uma pessoa não interfere no bem estar de outras, se ela decide consumir mais bananas (algo que seria violado no mercado de cigarros, por exemplo).

Várias dessas hipóteses são de fato fortes e não se aplicam a diversos mercados no mundo real – as violações das hipóteses acima são as chamadas falhas de mercado. Ainda assim, o modelo de oferta e demanda é útil por nos dar uma referência (benchmark) para entender os efeitos dessas diferentes falhas de mercado. De quebra, pode nos mostrar quais políticas públicas são aconselháveis para corrigir essas falhas.

Daqui em diante descrevemos o modelo de oferta e demanda mais detalhadamente. Mas, antes de prosseguir, guarde esta informação essencial e mais resumida: em um mercado, existem sempre estes dois lados: consumidores (demanda) e produtores (oferta). É a interação dessas partes que determina preços e quantidades transacionadas. E o resultado de tal interação é modelado pela ideia de equilíbrio competitivo.

Estes Cartões PQ? foram elaborados por Mauro Rodrigues e Gabriel Oliva, economista e mestrando da USP

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.