Uma plataforma que vai te ajudar a entender um pouco mais de economia.

Sistema de preços

Nas economias capitalistas modernas, recursos escassos são alocados, na grande maioria das vezes, por meio de mecanismos de mercado. Um mercado tem dois lados: compradores e vendedores. A interação desses indivíduos é mediada pelo sistema de preços.

O preço de um bem fornece a medida da sua escassez. Por exemplo, se faz um frio fora do comum, as pessoas correm às lojas para comprar casacos, que se tornam escassos. Como consequência, o preço do casaco sobe. Outro exemplo: se o clima favorece a produção da laranja, seu preço deve cair, já que a fruta se tornou menos escassa.

Na ausência de escassez, o preço de um bem seria igual a zero e todo mundo poderia consumir de graça. Exemplo típico: o ar que respiramos.

Assim, quando há escassez, nem todo mundo pode consumir. O preço atua, portanto, para excluir do mercado as pessoas que não estão dispostas a pagar pelo bem ou que não têm condições de adquiri-lo. Suponha que o preço do aço aumente, pressionando os custos de produzir carros. Isso eleva o preço do carro, excluindo do mercado as pessoas que não se importam tanto assim em ter um veículo e os cidadãos sem dinheiro para fazer a compra.

O mercado aloca os recursos da economia fazendo chegá-los às pessoas que têm mais disposição a pagar por eles – ou porque valorizam muito um bem ou porque possuem mais dinheiro para gastar.

Uma das principais vantagens do sistema de preços: ele fornece todas as informações necessárias para os indivíduos envolvidos, regulando eventuais problemas de escassez. No exemplo do carro, os consumidores não precisam saber que o preço do aço aumentou. A elevação do preço do carro já é suficiente para que eles diminuam sua demanda, de modo a adequá-la à nova oferta mais baixa.

Outro exemplo: suponha que uma mudança de comportamento fez crescer a demanda por alimentos saudáveis. Isso eleva a escassez nesse mercado e puxa o preço para cima. Esse mecanismo, consequentemente, aumenta a rentabilidade dessa atividade, o que incentiva produtores a proverem mais alimentos saudáveis.

Para incrementar a oferta e satisfazer essa demanda mais alta por alimentos saudáveis, a única informação de que os produtores precisam é o preço. Eles não precisam saber a causa fundamental disso – a mudança nas preferências dos consumidores –, o que é muito mais difícil de inferir.

O que você achou desse texto?

*Não é necessário cadastro.

Avaliação de quem leu:

A plataforma Por Quê?Economês em bom português nasceu em 2015, com o objetivo de explicar conceitos básicos de economia e tornar o noticiário econômico acessível ao público não especializado. Acreditamos que o raciocínio econômico é essencial para a compreensão da realidade que nos cerca.

Iniciativa

Bei editora

Realização

Bei Educação
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações veja nossa Política de Privacidade.