O pato soy yo?

As corretoras andam oferecendo aos seus clientes um novo serviço de execução de ordens chamado RLP (Retail Liquidity Provider, ou provedor de liquidez para o varejo). O RLP funciona da seguinte forma. Quando você envia uma ordem de mercado – isto é, quando você informa que quer comprar imediatamente ao melhor preço disponível – a corretora pode interceptar a ordem e vender diretamente para você antes mesmo de o pedido chegar ao mercado. Ao fazer isso, a corretora passa a atuar como um formador de mercado, fornecendo liquidez. Daí o termo “provedor de liquidez para o varejo”.

Além de fornecer liquidez, o serviço de RLP garante que o preço de execução será igual ou melhor do que o preço que você conseguiria se fosse diretamente ao mercado. Para completar, muitas corretoras oferecem corretagem zero para o cliente que aceitar o RLP.

São muitas vantagens. Será que é por isso que as corretoras estão insistindo tanto que você aceite o RLP? Difícil acreditar que esse seja o caso... É muito mais fácil acreditar que elas fazem isso porque ganham dinheiro fazendo isso (e, dada a insistência, deve ser muito mesmo).

Mas como pode, de onde sairia esse dinheiro? Do seu bolso, claro!

Um formador de mercado ganha dinheiro fornecendo liquidez, isto é, comprando e vendendo para quem aparecer. Se você olhar para uma tela de negociação, verá que o melhor preço de compra disponível é sempre um pouquinho mais alto que o melhor preço de venda (o famoso bid-ask spread). Isso significa que se você comprar e vender ao mesmo tempo, perderá alguns centavos. Quem leva esse dinheiro é o formador de mercado, que está lá na outra ponta do negócio.

O trabalho do formador de mercado não é tão fácil assim. Se você tem informação quente sobre um ativo e sabe que o preço dele vai subir, você corre e manda uma ordem de compra. O formador de mercado, que está te esperando e não tem essa dica, vende para você sem saber que o preço vai subir e se estrepa. Formadores de mercado não gostam de investidores bem informados... E como o mercado é anônimo, o formador não tem como saber quem está do outro lado: pode ser tanto um investidor informado quanto um pato que não sabe nada. Para complicar um pouco mais as coisas, o formador de mercado precisa competir com outros formadores que operam no mercado por uma posição no livro de ofertas.

A vida é mais simples para o RLP. O RLP não precisa competir por uma posição no livro de ofertas. Além disso, o RLP só pode ser oferecido a pessoas físicas (instituições e fundos não podem utilizá-lo), e as estatísticas mostram que as pessoas físicas não são tão bem informadas e perdem sistematicamente. Mostramos que isso é assim particularmente nos mercados de mini-índice (WIN) e mini-dólar (WDO) ). Por coincidência (ou não), esses são justamente os únicos dois mercados em que o serviço de RLP está disponível atualmente.

Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.



Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!





BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
O Pix está chegando

O Pix está chegando

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.