Por que a era do "pleno emprego" acabou?

O emprego bombava no Brasil faz pouco tempo. Era o ciclo do "pleno emprego", você lembra?

Você deve se lembrar também: simultaneamente a isso, tinha quem detonava a política econômica em vigor - eram os chamados "pessimistas".



Os "pessimistas" diziam que estava tudo desorganizado; que isso do desemprego baixo não ia durar, que era artificial; que o Brasil não crescia de maneira sustentável; que tinha incentivo demais para consumo sem que a oferta acompanhasse o ritmo de crescimento; que o empresário não tinha confiança; que isso, que aquilo, que falta estrada, olha o custo Brasil, cadê ferrovia, etc, e que a conta ia chegar.

— Mas temos pleno emprego!, muitos diziam (eram esses os "otimistas") ao defender as decisões em curso: baixar juros na marra; congelar preços de energia e gasolina; proteger o conteúdo nacional; encher megaempresário monopolista de dinheiro público; por aí vai o receituário milagroso e salvador da pátria.

Já são mais de 13,5 milhões de desempregados no Brasil. Um recorde.

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
O cartel da lâmpada

O cartel da lâmpada

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.