Por que meninas lavam mais louça que meninos no Brasil?

Enquanto mais de 80% das crianças brasileiras do sexo feminino arrumam a cama; apenas 12% dos irmãos que nascem com o órgão reprodutor masculino fazem isso. Lavar a louça? Se 77% delas se molha; apenas 13% deles se arrisca. E limpar a casa? São 66% das irmãs botando a mão na massa; ante só 11% dos irmãos.

Esses dados constam no estudo Por ser menina no Brasil: crescendo entre direitos e violências. Foram entrevistadas mais de 1,7 mil meninas com irmãos de Pará, Maranhão, São Paulo, Mato Grosso e Rio Grande do Sul.

Nada contra a criançada, seja menina ou menino, AJUDAR em casa quando não estiver na escola ou fazendo a lição de casa ou brincando ou, enfim, se não estiver sendo criança. Mas... Estranha essa diferença gritante de tratamento dos pais a depender do sexo dos filhos, né?

Pais e mães de garotas do Brasil, vamos fazer por onde mudar isso?

Essa discrepância, muito provavelmente, é refletida no mercado de trabalho. Como? Supondo que aos futuros homens sobre bem mais tempo livre que às futuras mulheres, para ler, escrever, fazer contas, estudar, correr, pular, socializar...

Quem, entre homens e mulheres cuja a infância foi vivida nessas condições, terá mais vantagens ao alcançar a fase adulta?

Entre um casal de irmãos brasileiros, quem,  provavelmente, receberá salários mais altos e assumirá cargos de chefia?

Essas a gente deixa para vocês responderem - e pensarem e refletirem e espalharem por aí para ver se alguma coisa muda.

 

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.