Houve uma época em que não existia energia elétrica e vivíamos à romântica luz de velas. Thomas Edison perturbou esse mundo com a invenção (descoberta) da eletricidade. De repente, tínhamos uma lâmpada no teto iluminando tudo ao redor! Por causa disso, as velas perderam parte de seu valor e de sua funcionalidade e transformaram-se num pequeno luxo de românticos. E a produção de velas diminuiu enormemente.

Você aprova a chegada da lâmpada, prezado leitor? Provavelmente, sim. E você aprova a chegada do Uber? Esse aplicativo de celulares que oferece serviço semelhante ao dos taxistas, mas mais barato e, há quem defenda, mais eficiente?

Não responda ainda.

Quando a lâmpada apagou a vela, muita gente perdeu emprego nas fábricas de velas, fechadas gradativamente. Para uma família cuja única renda vinha de um funcionário do setor, as coisas ficaram, definitivamente, pretas no curto prazo. Porém o emprego na economia, como um todo, não caiu com a chegada da lâmpada. Muito pelo contrário.

Por quê?

Porque a lâmpada abriu novas oportunidades em diversos outros setores, aumentou a eficiência produtiva e permitiu às fábricas operarem por mais horas.

Quem fabricava velas, com o tempo, passou a se dedicar a outras atividades. E a sociedade, depois desse processo de destruição criativa, ficou melhor. Aliás, a mesma lógica se aplica ao computador, que exterminou a máquina de escrever e a profissão de datilógrafo. E vale, também, para a atual polêmica sobre os táxis.

Agora, sim, responda: você é a favor ou contra o Uber?

Por que o Uber causou a revolta dos taxistas?

Houve uma época em que não existia energia elétrica e vivíamos à romântica luz de velas. Thomas Edison perturbou esse mundo com a invenção (descoberta) da eletricidade. De repente, tínhamos uma lâmpada no teto iluminando tudo ao redor! Por causa disso, as velas perderam parte de seu valor e de sua funcionalidade e transformaram-se num pequeno luxo de românticos. E a produção de velas diminuiu enormemente. Você aprova a chegada da lâmpada, prezado leitor? Provavelmente, sim. E você aprova a chegada do Uber? Esse aplicativo de celulares que oferece serviço semelhante ao dos taxistas, mas mais barato e, há quem defenda, mais eficiente? Não responda ainda. Quando a lâmpada apagou a vela, muita gente perdeu emprego nas fábricas de velas, fechadas gradativamente. Para uma família cuja única renda vinha de um funcionário do setor, as coisas ficaram, definitivamente, pretas no curto prazo. Porém o emprego na economia, como um todo, não caiu com a chegada da lâmpada. Muito pelo contrário. Por quê? Porque a lâmpada abriu novas oportunidades em diversos outros setores, aumentou a eficiência produtiva e permitiu às fábricas operarem por mais horas. Quem fabricava velas, com o tempo, passou a se dedicar a outras atividades. E a sociedade, depois desse processo de destruição criativa, ficou melhor. Aliás, a mesma lógica se aplica ao computador, que exterminou a máquina de escrever e a profissão de datilógrafo. E vale, também, para a atual polêmica sobre os táxis. Agora, sim, responda: você é a favor ou contra o Uber?
Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?clique aqui e assine a nossa Newsletter.

Siga a gente no Facebook e Twitter!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
Curta as nossas fotos no Instagram!

O que você achou desse texto?

*Não é necessário cadastro.

Avaliação de quem leu:

Avalie esse texto Não é necessário cadastro

BLOG

O que um programa de governo precisa conter? Impostos, parte 2

O que um programa de governo precisa conter? Impostos, parte 2

A ciência tem um papel fundamental no desenvolvimento brasileiro

A ciência tem um papel fundamental no desenvolvimento brasileiro

Realização

Bei editora

Apoio Institucional

Febraban

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações veja nossa Política de Privacidade.