Quão lenta é a Justiça no Brasil?

justiça_gargalos

Essas estatísticas foram extraídas do relatório "Justiça em números 2017", produzido ano a ano pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A taxa de congestionamento registrada em 2016, de quase 80 milhões de casos sem definição, aumentou 3,6% em relação a 2015.

De acordo com o documento, a grande sobrecarga de trabalho está na primeira instância. De todo o volume de trabalho, 94% estão nas mãos desses magistrados, que representam 84% desse total de servidores.

A carga de trabalho média de um juiz de primeira instância em 2016 foi quase o dobro da exercida pelos desembargadores da segunda instância: 7.192 processos ante 3.384. Mas, ainda que sobrecarregados, os juízes de primeiro grau também foram mais produtivos: 1.788 processos baixados, ante os 1.347 da segunda instância.

Para ler o relatório completo, clique aqui. E veja também:
Juízes punem mais quando o time do coração perde?
É hora de austeridade? Por que não começar pelos juízes, por exemplo?
Por que salário de entrada dos servidores será cortado?
 

 
Para ficar por dentro do que rola no Por Quê?, clique aqui e assine a nossa Newsletter.
Siga a gente no Facebook!
Inscreva-se no nosso canal no YouTube!
E curta as nossas fotos no Instagram :)



 

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.