Quem toma sorvete vai melhor na escola?

Em 1992, três renomados economistas afirmaram que o nível de capital humano (medido pela educação) é um importante fator para o crescimento econômico.

Diante disso, o Porque.com.br decidiu resolver o problema educacional brasileiro. Tiraremos, assim, o Brasil desta deprimente situação econômica, alavancando o crescimento de uma vez por todas. Munidos de dados da revista The Economist, propusemos ao Ministério da Educação uma nova diretriz educacional: a instalação de sorveterias em todas as escolas do Brasil.

Para essa diretriz, nos baseamos no gráfico abaixo:

correlaçao sorvete educação

A relação mostrada é clara: mais consumo de sorvete (eixo Y), melhores notas no PISA (exame internacional para comparar a educação entre os países).

Esta história não está fazendo muito sentido, não é?

A relação entre o consumo de sorvete e a qualidade educacional é o que os economistas costumam chamar de correlação espúria: duas coisas são correlacionadas, mas essa correlação não tem o menor sentido lógico. Já falamos um pouco sobre o tema nesta postagem mais antiga.

Isso é um grande desafio para a economia: não é por que duas coisas são correlacionadas que elas têm uma relação de causa e consequência. Aliás, você consegue pensar o que poderia estar ligando sorvetes a melhores notas? Uma boa aposta é que países com melhor educação são normalmente mais ricos, e podem comprar mais sorvete.

Gostou da brincadeira? Então visite o site Spurious Correlations e divirta-se com mais algumas correlações espúrias.

Spoiler de uma delas: existe grande relação entre o número de pessoas que se afogam em piscinas e o número de filmes em que o Nicholas Cage aparece durante determinado ano. Veja as outras lá!

BLOG

Faça nosso teste e saiba como está sua saúde financeira!

QUERO FAZER O TESTE
A falácia dos dividendos

A falácia dos dividendos

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.