E o que é uma deflação?

A deflação, de certa forma, é i-gual-zi-nha à inflação. Só que ao contrário. Ela ocorre quando a média dos preços diminui, sendo também chamada de inflação negativa.

Você pode pensar:

- Puxa, mas isso é uma maravilha! A deflação faz tudo ficar mais barato!

Mas não é bem assim coisa nenhuma.

A deflação sinaliza que as coisas estão indo muito mal na economia. Em geral, reflete crescimento muito baixo ou até negativo (recessão).

Quando a demanda cai, os preços crescem mais devagar. Certo? Logo, se a demanda cai consideravelmente, a média dos preços pode diminuir. Nessa situação, de deflação, temos provavelmente uma crise recessiva enorme, como a dos anos 2008 e 2009 nos países desenvolvidos. Ou mesmo a tal da depressão, ainda mais pesada, como a histórica crise de 1929.

O que pode estar por trás desse movimento?

Por exemplo, uma quebra na Bolsa de Valores leva à redução da riqueza na economia, diminuindo a disposição das pessoas de consumir. Firmas e famílias também se tornam pessimistas com relação ao futuro e reduzem seus gastos. Tudo isso pode resultar numa forte redução da demanda por bens e serviços, com crescimento baixo e deflação. E por isso, nessas situações, governos recorrem a expansões fiscais e monetárias, na tentativa de reavivar a demanda.

Um potencial problema de deflações é a falta de espaço para a realização de política monetária.

Como já vimosas taxas de juros tendem a incorporar a inflação: frente a uma inflação mais alta, os investidores requerem um retorno mais elevado para se protegerem da perda de poder de compra incorrida. Da mesma forma, se a inflação for muito baixa (ou até negativa), as taxas de juros também serão baixas.

O perigo é a inflação ser muito negativa. Ela pode fazer com que a taxa de juros se aproxime de zero.

Por quê?

Porque a taxa de juros não pode ser menor que zero. Se assim for, ninguém vai querer comprar títulos do governo. Seria o mesmo que rasgar dinheiro. E o governo (via Banco Central) pode precisar baixar os juros para estimular a economia em recessão. Mas, se os juros estiverem próximos de zero, ele não poderá fazer isso.

Logo, uma inflação muito alta tem custos, mas uma inflação negativa também. Não há um consenso sobre o valor ideal da inflação. Mas valores acima de 10% ao ano e abaixo de zero são particularmente problemáticos.

Realização

Bei editora

Apoio

CP+B
Usamos cookies por vários motivos, como manter o site do PQ? confiável ​​e seguro, personalizar conteúdo e anúncios,
fornecer recursos de mídia social e analisar como o site é usado. Para maiores informações clique aqui.